Blog

148617.263625-Celulas-cerebrais-em-3D

Pesquisador propõe método para cultivar neurônios em 3D

Postado em:

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Um novo método foi proposto para permitir que cientistas possam desenvolver um “3D brain-on-a-chip”, algo que poderia oferecer a eles uma nova plataforma para melhor compreensão de como as células do cérebro reagem à medicação em um ambiente real. Embora a cultura de células 3D não é nova, ela não é utilizada atualmente em neurociência. Os cientistas ainda utilizam o método de duas dimensões.

Bart Schurink, um pesquisador da Universidade de Twente, na Holanda, recentemente realizou algo pioneiro, utilizando uma maneira na qual células pudessem ser cultivadas de forma tridimensional. Ao medir os sinais elétricos e colocá-los em um micro-reator na parte superior, Schurink descobriu que as células também podem ser cultivadas tanto na vertical como na horizontal. O processo envolve uma “peneira” especial que contém 900 aberturas que possibilita uma rede 3D de neurônios.

148615.263619-Celulas-cerebrais-em-3D

Uma vez que os neurônios estão dentro de pirâmides invertidas, é possível acompanhar o crescimento e atividade elétrica de cada célula individual identificada pela pirâmide que se encontra. Garantir que cada abertura tivesse exatamente o mesmo tamanho foi um grande desafio para os cientistas.

O ambiente celular em 3D oferece dados mais precisos para estudar os efeitos que a medicina tem sobre eles. Os testes realizados até agora utilizaram células vivas do cérebro de ratos de laboratório. Mas, espera-se que os dados obtidos já possam proporcionar uma nova forma de analisar os efeito de doenças e seus tratamentos para serem aplicados em serem humanos.

Via Canaltech