ACIDENTES DOMÉSTICOS

Dr. José Eduardo Bassul Filho
Ortopedista – Traumatologista

Os acidentes domésticos são mais comuns do que se possa imaginar. Em tempos de pandemia e isolamento social, passamos a permanecer em nosso ambiente domiciliar por muito mais tempo, aumentando assim a nossa exposição a estes eventos.

Os idosos e crianças de até 9 anos de idade são aqueles que mais frequentemente estão envolvidos nos acidentes domiciliares. Segundo a Sociedade Brasileira de Pediatria, somente nas últimas semanas, houve um aumento de 25% no número desses eventos acometendo as crianças.

Apesar de serem comuns e em algumas situações terem repercussões mais graves, a boa notícia é que pelo menos 90% desses acidentes podem ser evitados.

Veja abaixo quais os acidentes domésticos mais comuns:

● Queimaduras no fogão;

● Inalação de gás;

● Intoxicação com produtos de limpeza;

● Quedas;

● Choques elétricos;

● Afogamentos.

Dos acidentes listados acima, as quedas, são os eventos mais comuns entre todas as faixas etárias. Precisamos fazer uma consideração muito especial aos nossos idosos, uma vez que como consequência de quedas temos as fraturas e muitas delas necessitarão de tratamento cirúrgico.

Também não podemos deixar de ressaltar os acidentes com queimaduras.
Temos intensificado as ações de higiene com a utilização do álcool gel e álcool a 70%, lembrando que ambas apresentações são bastante inflamáveis.

A seguir vamos mencionar algumas dicas preventivas:

Produtos de limpeza:

– Sempre longe do alcance das crianças;

– Cuidado redobrado com o manuseio do álcool.

Quedas:

– Atenção com os pisos molhados;

– Cuidado ao uso de meias em superfícies escorregadias;

– Evitar uso de tapetes em locais de maior circulação (principalmente nas

residências onde vivem pessoas idosas).

Móveis:

– Evitar móveis pontiagudos;

– Manter as gavetas fechadas;

– Atenção aos móveis que possam estar obstruindo áreas de maior circulação.

Escadas:

– Escadas fixas devem ter corrimão;

– Fazer uso de escada móvel sempre com auxílio de outra pessoa.

Iluminação:

– Ambientes bem iluminados facilitam a circulação;

Fogão:

– Atenção a possíveis vazamentos de gás – checar os registros e a condição das mangueiras.

Panelas quentes:

– Manter sempre as panelas com os cabos voltados para o lado de dentro do fogão.

Facas e objetos pontiagudos:

– Sempre longe do alcance das crianças.

Janelas e sacadas:

– Atenção redobrada na hora da limpeza, o corpo deve sempre permanecer

dentro da casa;

– Se tiver crianças e animais em apartamentos, sempre fazer uso das telas de proteção.

Choques:

– Cuidado ao usar eletrodomésticos com as mãos molhadas;

– Manter as tomadas protegidas em casas com crianças pequenas

Banheiras e piscinas:

– Nestes locais as crianças sempre devem estar supervisionadas por um adulto.

Um dos grandes desafios nestas últimas semanas tem sido ter uma maior convivência em nossos lares. Muitos estão trabalhando, estudando, praticando exercícios, brincando e fazendo muitas outras atividades. Sendo assim, inevitavelmente estaremos mais expostos aos acidentes domiciliares. Devemos estar muito atentos pois eles acontecem, mas o mais importante é que podemos na sua grande maioria evitá-los.

Vamos cuidar das nossas crianças e dos nossos idosos. Vamos nos cuidar.

Dr. José Eduardo Bassul Filho
Ortopedista – Traumatologista

Comentários

Comentários